InternetData CenterAssinante

Crescem as críticas pela falta de aulas na UFSC

Alunos enviam mensagens anônimas por medo de retaliações
Por Joice Quadros Em 25/08/2021 às 14:36

Manifesto publicado pelo movimento Floripa Sustentável nesta terça-feira, 24, está questionando a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) pelo não retorno às atividades presenciais em Santa Catarina. O Floripa Sustentável é formado por 44 entidades  da sociedade civil catarinense. O manifesto  argumenta que “é inaceitável a lentidão das decisões, em um quadro de ampla vacinação, maior controle da Covid-19 e possibilidade de medidas sanitárias eficazes para garantir aulas presenciais seguras”, referindo-se às aulas que permanecem suspensas na UFSC, no Colégio de Aplicação e no NDI ( Núcleo de Desenvolvimento Infantil). A UFSC paralisou suas atividades em março de 2020 e os alunos não retornaram mais ao campi. As críticas foram também apresentadas ao reitor da UFSC, Ubaldo Cesar Bathazar.

Na coluna de Moacir Pereira, do ND, assinada interinamente pelo jornalista Altair Magagnin, estão publicadas críticas anônimas de estudantes da UFSC à determinados professores, que chegaram à redação do jornal. Relatam que preferem o anonimato nas críticas “temendo retaliações” por parte dos professores. “Tais atitudes revelam que divergir é perigoso e que a liberdade de opinião e expressão passa ao largo do campus”, expressa o jornalista, "principalmente aqueles que não concordam com certos posicionamentos orientados pela ideologia de esquerda". Fatos lamentáveis em uma universidade que deve ser o centro da liberdade de expressão em pensamentos divergentes.

Joice Quadros. Bacharel em Jornalismo (UFRGS). Pós-graduada em Educação e Gestão Ambiental.  Especialista em Endomarketing e Comunicação Empresarial. Jornalista JP00339SC. Pesquisadora. Autora de livros de pesquisa histórica e biografias. Cadeira 28 da Academia Criciumense de Letras. (48) 99984 9967 joicedequadros@hotmail.com

 

Leia mais sobre: