InternetData CenterAssinante

Preocupação na era Baier, resultados fora de casa também eram pedras no sapato de Tencati

Nos últimos 20 jogos como visitante, novo técnico do Tigre venceu apenas três vezes
Preocupação na era Baier, resultados fora de casa também eram pedras no sapato de Tencati
Foto: Celso da Luz / Criciúma EC
Por Eduardo Madeira Em 08/10/2021 às 10:00

A campanha fora de casa foi um calo nos pés de Paulo Baier na era a frente do Criciúma. Na Série C do Campeonato Brasileiro, o Tigre venceu uma única partida longe do Heriberto Hülse e somou 5 pontos, mais apenas do que os rebaixados Paraná (4) e Oeste (1). De quebra, a eliminação na Copa do Brasil diante do Fluminense foi, exatamente, num jogo como visitante após uma vitória em Santa Catarina. Baier deixou o clube com 18,1% de aproveitamento dos pontos disputados fora de casa - tirei da conta os jogos pela Copa SC porque ele não esteve no banco em nenhum dos três.

Só que Cláudio Tencati, o substituto de Baier, também costuma ter problemas quando treina suas equipes em partidas fora de casa. O novo treinador do Tigre está há dez jogos sem vencer como visitante, sempre pelo Brasil de Pelotas. A última vitória fora de casa foi em 19 de março, no 2 a 1 sobre o São José, pelo Campeonato Gaúcho. Curiosamente, ele estreia pelo time carvoeiro em Itu (SP), contra o Ituano, no próximo domingo, dia 10.

Para fazer um recorte de um número redondo, nos últimos 20 jogos como visitante, todos pelo Brasil, Tencati conquistou apenas três vitórias e um aproveitamento bem baixo, de 25%, além de 14 gols marcados, média inferior a um por partida. Confira:

Últimos 20 jogos
3 vitórias
11 derrotas
6 empates
25% de aproveitamento
Gols marcados: 14 (0.7 por jogo)
Gols sofridos: 28 (1.4 por jogo)

O recorte recente, aliás, não é dos melhores. Levando em conta o trabalho no Brasil, a segunda passagem pelo Londrina e o trabalho no Vitória, o melhor aproveitamento foi mesmo em Pelotas, quando teve 24,2%. No Paraná e na Bahia, onde teve poucos jogos, sequer venceu como visitante.

O ponto de refúgio dessa estatística é, exatamente, no mais bem sucedido trabalho de Tencati, nos seis anos de Londrina. Por lá, foram 44 vitórias em 106 jogos como visitante, quase 50% de aproveitamento.

Confira abaixo o retrospecto histórico de Tencati como visitante:

Brasil de Pelotas
22 jogos
3 vitórias
12 derrotas
7 empates
24,2% de aproveitamento
 
Londrina
3 jogos
3 derrotas
 
Vitória
4 jogos
3 derrotas
1 empate
8,3% de aproveitamento
 
Atlético-GO
21 jogos
6 vitórias
8 derrotas
7 empates
39,6 de aproveitamento
 
Londrina
106 jogos
44 vitórias
24 empates
38 derrotas
49% de aproveitamento

Twitter: @omadeirinha / Instagram: @omadeirinha