InternetData CenterAssinante

A melhor apresentação do ano

Criciúma teve boa atuação na vitória por 1 a 0 sobre o Joinville, no domingo, dia 15
A melhor apresentação do ano
Foto: Yan Pedro / Joinville EC
Por Eduardo Madeira Em 16/03/2020 às 08:58

O Criciúma teve a melhor apresentação do ano na vitória por 1 a 0 sobre o Joinville, neste domingo, dia 15. Não foi brilhante, mas teve segurança no jogo pelo chão e, acima de tudo, soube aproveitar os vários espaços cedidos pelo adversário. Não precisou de uma mãozinha marota da arbitragem para vencer, como foi contra o Concórdia, tampouco necessitou de uma tarde mágica de seu goleiro (em que pese a decisiva intervenção de Agenor no pênalti mal cobrado pelo veterano Lima).

De pontos positivos, importante destacar as participações de Léo Ceará e Alisson Taddei. Diante de um Joinville que teve uma marcação frouxa e deu vários espaços na faixa central, foram dos pés desses dois jogadores que saiu boa parte do controle de jogo do time. O primeiro, em especial, teve a melhor atuação desde que chegou ao clube. Aparentemente, deve isso a um posicionamento mais condizente com seu perfil. Não atuou tão espetado na ponta, onde não consegue ser influente, da mesma forma que não foi o homem mais adiantado, precisando jogar de costas pro gol. Foi um segundo atacante com liberdade para construir.

Taddei, da mesma forma, fez o que se espera de alguém que precisa municiar os atacantes: ‘pifou’ Foguinho no lance do gol. O autor do tento, aliás, é outro que precisa ser destacado. Em uma das primeiras colunas, escrevi que Cavalo precisava soltar o capitão do time, colocá-lo em uma posição que facilitasse sua chegada na área. Contra o JEC, isso aconteceu. Foguinho foi mais presente no jogo ofensivo durante a primeira etapa e foi premiado com o gol.

Na defesa, ressalte-se a decisiva participação de Agenor. Não foi tão exigido, mas apareceu bem quando necessário. Além disso, fez o que Paulo Gianezini, seu concorrente de posição, não fez até agora na temporada: defendeu um pênalti. Foi mal batido? Sem dúvidas, mas ele está lá para defender, independente da qualidade da cobrança.

Apesar da vitória, é difícil cravar qualquer evolução em cima de um jogo só. A apresentação foi a melhor do ano por causa do contexto que o time estava incluído. O Criciúma fez uma primeira fase bastante inconstante, com mais pontos negativos do que positivos a serem notados. Porém, no frigir dos ovos, o saldo da viagem à Joinville foi positivo, especialmente pelo primeiro tempo. Uma boa atuação acabou coroada com uma vitória que, no fim, não mudou muito a vida do time e ainda mantém um suspense sobre o futuro carvoeiro.