InternetData CenterAssinante

Governador participa da reabertura da Casa de Anita em Laguna

Durante passagem pela cidade, Moisés também assinou liberação de emendas
Governador participa da reabertura da Casa de Anita em Laguna
Foto: Ricardo Wolffenbüttel / Governo de SC
Por Redação Engeplus Em 31/08/2019 às 08:07

Um dos espaços mais procurados pelos visitantes do Centro Histórico de Laguna, o Museu Casa de Anita está pronto para voltar a receber o público. A restauração foi concluída pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a reabertura oficial foi realizada na tarde desta sexta-feira, 30. Presente na solenidade, o governador Carlos Moisés destacou a importância da Heroína de Dois Mundos na história e como exemplo para quem vive nos dias atuais.

Durante o ato, o governador e o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, assinaram a liberação de emendas impositivas de deputados estaduais para Laguna. São R$ 350 mil para a pavimentação e drenagem da Rua Manoel Antônio Duarte, emenda da deputada Ada Faraco de Luca; R$ 250 mil para a revitalização da Praça Francisco Pinho, emenda do deputado Valmir Comin;  R$ 150 mil para a construção de uma praça na comunidade de Ponta da Barra, da emenda do deputado José Milton Scheffer, e R$ 173,2 mil para a reforma da Escola de Educação Básica Nininha Guedes dos Reis, da emenda do deputado Ismael dos Santos.

"Cada pedacinho de Laguna tem um pouco da história de Santa Catarina e do Brasil, e tudo isso temos que preservar. A Anita Garibaldi representa o exemplo de quem luta por um mundo melhor e o protagonismo que a mulher exerce na sociedade", declarou Moisés, acrescentando que a participação das mulheres na política precisa ser ampliada. O governador também parabenizou a reforma do Museu Casa de Anita e a atenção que Santa Catarina vem recebendo do Governo Federal. "Os ministros do nosso presidente têm trazido boas notícias e investimentos para o nosso estado", lembrou.

Ministro da Cidadania exalta equipe técnica no Estado

O ministro da Cidadania, pasta à qual o Iphan é vinculado, Osmar Terra, também compareceu à reabertura. "Anita é uma inspiração única na história brasileira. Lutava por uma causa, que era a de melhorar o mundo em que vivia. Fico muito feliz de estar aqui falando desse símbolo e exemplo para o povo brasileiro", declarou o ministro.

Aproveitando a passagem por Santa Catarina, Terra enalteceu o fato de Governo Federal e Governo do Estado terem optado por compor equipes técnicas na gestão pública. "Estamos muito otimistas de que vamos viver um grande momento na política brasileira a partir de agora", declarou. "Santa Catarina é o melhor estado do Brasil em qualidade de vida, desenvolvimento. Apesar das dificuldades que o país vive, Santa Catarina consegue avançar nos indicadores como nenhum outro está conseguindo", acrescentou Terra.

Recuperação de um edifício histórico

Foram mais de R$ 610 mil de recursos federais investidos na recuperação total do edifício histórico, construído em 1.711. Além disso, de acordo com o Iphan, o local recebeu a estrutura para implantação de museu, como condições de acessibilidade, climatização, iluminação e equipamentos multimídia e de comunicação visual, contribuindo para a difusão da história e do legado de Anita Garibaldi.

De acordo com a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, houve um esforço das equipes técnicas do órgão para que a reforma tivesse saído do papel. "Estamos trabalhando com um forte apoio do ministro em todo o Brasil. É uma iniciativa do presidente Jair Bolsonaro para que nos dediquemos ao patrimônio histórico de todo o Brasil. É preciso que todos entendam o legado de Anita para o nosso país", afirmou Kátia.

O ato também teve a presença do diretor do Departamento de Projetos Especiais do Iphan, Robson de Almeida, da superintendente do Iphan em Santa Catarina, Liliane Nizzola, e do prefeito de Laguna, Mauro Candemil, além de representantes do Instituto Cultural Anita, de uma comitiva italiana, deputados, secretários de Estado e os ex-governadores de Santa Catarina e Paraná Eduardo Pinho Moreira e Cida Borghetti, respectivamente.

Na ocasião, também foi assinada a ordem de serviço para início da obra do Complexo Ferroviário, que conta com recursos de R$ 2,4 milhões e será a primeira obra do Ministério da Cidadania a ser contratada, com recursos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD).

Em Laguna, foi entregue ainda esse ano, pelo Iphan, a obra de restauração da Casa Candemil, que sedia o Arquivo Público Municipal. Também estão em execução a primeira etapa da requalificação urbanística do Centro Histórico e as restaurações do Clube União Operária, da sede da Sociedade Musical Carlos Gomes e do Clube Blondin, somando investimentos de R$ 12,4 milhões, além do Complexo Ferroviário e do Clube do Congresso Lagunense, que contam com outros R$ 4,41 milhões advindos do FDD.

Bicentenário de Anita

O Estado também participa ativamente no fortalecimento da Memória de Anita Garibaldi. A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) atua nas tratativas envolvendo representantes catarinenses e de cidades italianas as comemorações do bicentenário da heroína. A atividade estava prevista desde o ano passado e é um dos marcos para iniciar as festividades, que se estenderão até 2021.

As comemorações dos dois séculos de Anita Garibaldi terão atividades culturais e simbólicas em Laguna e região, além do Uruguai, Itália e República de San Marino. Uma delas é o plantio de uma rosa híbrida que simboliza a heroína dos dois mundos.

Colaboração: Renan Medeiros / Governo de SC