InternetData CenterAssinante

Congresso confirma vitória de Biden após dia de tumultos

Multidãao de ativistas pró-Trump chegou a invadir plenário e gabinettes
Congresso confirma vitória de Biden após dia de tumultos
Foto: Erin Schaff/Pool/Getty Images/NPR- National Public Radio
Por André Abreu Em 07/01/2021 às 06:06 - Atualizado há 1 mês

O Congresso dos EUA confirmou a contagem dos votos eleitorais durante a madrugada em Washington. 

Em um dia tenso de protestos, que ocasionaram a morte de uma mulher, o Senado interrompeu a sessão de certificação de votos até que a ordem fosse restabelecida na capital dos EUA com a retiriada dos manifestantes de dentro do Congresso. As forças policiais trabalharam primeiramente no deslocamento até a região do Capitólio para depois formar um cordão ao redor do prédio do Legislativo e forçar a saída dos manifestantes.

Vidros foram quebrados durante a invasão e a polícia interna do Capitólio, responsável pela proteção no Congresso, teve que apontar armas dentro do Congresso para a multidão que invadia pela lateral do prédio.  

Um dia tenso para a democracia norte-americana, pois o grupo de baderneiros chegou a quebrar vidros do Capitólio tentando acessar o plenário onde os legisladores estavam votando. Os Senadores foram levados imediatamente para lugares seguros e a sessão foi interrompida.

A volta da sessão, no meio da noite (20:00, horário de Washington, 22:00 no horário de Brasília) foi uma questão de honra para os membros do Congresso dos EUA em um dia em que o ex-presidente George W. Bush chamou o próprio país de uma república das bananas. 

A sessão foi presidida pelo vice-presidente Mike Pence (republicano), que é o presidente do Senado, com a democrata Nancy Pelosi representando a Câmara de Deputados. 

A sessão do Congresso confimra a vitória de Joe Biden e Kamala Harris para, respectivamente, presidente e vice-presidente dos EUA. A decisão é publicada no diário oficial do Congresso dos EUA e o próximo passo é a posse em 20 de janeiro. 

O dia foi marcado também pela conquista do Senado pelos democraas depois que a contagem de votos na Geórgia determinou a vitória de dois senadores apoiadores de Biden. O Senado fica equilibrado com 50 votos de cada partido com a vice Kamala Harris desempatantdo a favor do governo. Há cem senadores na Casa. No empate o papel do vice-presidente é desempatar as votações.