InternetData CenterAssinante

Tempestade Isaías causa inundações nos EUA

Carolina do Norte e Virgínia são os mais atingidos
Tempestade Isaías causa inundações nos EUA
Foto: Ron Adar/SOPA Images via ZUMA Wire/dpa
Por André Abreu Em 04/08/2020 às 13:50

Nova York ( via agência de notícias dpa) - A tempestade tropical Isaias atravessou os estados da Carolina do Norte e da Virgínia, causando inundações, incêndios e falta de energia, e trazendo a ameaça de tornados ao seguir para o norte em direção a Nova York na terça-feira.

O furacão, categorizado assim em sua origem, atingiu a costa leste dos EUA no final da segunda-feira (03) com ventos máximos sustentados de 140 quilômetros por hora, embora tenha enfraquecido depois de atingir a costa perto de Ocean Isle Beach, na Carolina do Norte, e foi rebaixado para uma tempestade tropical, segundo a Agência Nacional de Furacões dos EUA (National Hurricane Center).

Pelo menos uma pessoa morreu e várias ficaram feridas quando um tornado gerado por Isaias atingiu um parque de trailers na cidade de Windsor, na Carolina do Norte, disse o governador Roy Cooper.

Cerca de 355.000 pessoas estavam sem energia na manhã desta terça-feira (04), disse ele na televisão, mas observou que "no geral  o dano não foi de maneira alguma tão grande quanto poderia ter sido".

Estados como Nova York, Nova Jersey e Pensilvânia se prepararam para chuvas torrenciais e ventos perigosamente fortes, com algumas áreas, incluindo a cidade de Nova York, sob alerta de tornados.

O Centro de Previsão de Tempestades emitiu um risco elevado de clima severo e previu uma chance de 10% de tornados - gerados pela tempestade Isaias - para partes da região, com um alerta de tornados em vigor até as 16h (17h no horário de Brasília), de acordo com o Serviço Nacional do Tempo.

A cidade de Nova York poderá ter rajadas de vento de 140 km / h, provavelmente as mais altas desde a Super Tempestade (Super Storm) Sandy em 2012.

"Todo mundo leva isso muito a sério. Entre a chuva, o potencial de inundação, os ventos e até os tornados em potencial, isso é muito", disse o prefeito Bill de Blasio em entrevista coletiva. "Não saia se não precisar."

Ele acrescentou que barreiras e represas foram erguidas em partes de Manhattan que foram atingidas por Sandy.

Os restaurantes e bares da cidade, que dependem de operações externas devido à pandemia de coronavírus, foram forçados a arrumar seus móveis externos. Quedas de energia podem acontecer durante o dia.

O governador do estado vizinho, Nova Jersey, Phil Murphy, anunciou um estado de emergência em todo o estado, fechando todos os escritórios públicos do estado e aconselhando as pessoas a não dirigirem.

As fortes chuvas já atingiam partes da costa leste na manhã de terça-feira, ameaçando "inundações urbanas potencialmente fatais" na Filadélfia, Washington e em outras cidades, alertou o Centro Nacional de Furacões.

No início da terça-feira, ruas e lojas foram inundadas na cidade turística de Myrtle Beach, na Carolina do Norte, informou o Washington Post.

Isaias passou por cima das partes das Bahamas como um furacão no sábado, mas enfraqueceu novamente em uma tempestade tropical a caminho da costa leste da Flórida. A tempestade não tocou a terra na Flórida, apesar das previsões iniciais.

Foto: Barreiras de proteção são montadas na cidade de Nova York.