InternetData CenterAssinante

Melbourne adota medidas rígidas de lockdown e toque de recolher

Oposição afirma que governo perdeu o controle da epidemia
Melbourne adota medidas rígidas de lockdown e toque de recolher
Foto: Gabinete de Dan Andrews
Por André Abreu Em 02/08/2020 às 16:56

O líder da oposição do estado de Victoria (Austrália), Michael O'Brien, reprimiu as novas restrições do estado, declarando "os vitorianos não merecem isso".

O primeiro-ministro do estado  de Victoria (cargo equivalente ao de governador) Dan Andrews (foto) anunciou as restrições do estágio quatro para Melbourne na tarde de domingo (02), incluindo um toque de recolher das 20h às 5h da manhã para quem mora na região metropolitana de Melbourne. O governo chama esta nova situação de "estado de desastre".

"Ao declarar um estado de desastre, o primeiro-ministro Daniel Andrews admitiu que seu governo perdeu o controle da COVID-19 no estado", disse O 'Brien em um comunicado.

O líder de oposição aponta falhas do governo na quarentena de hotéis, nos testes e no rastreamento de contatos. As falhas levaram milhões de residentes locais  a serem submetidos às mais severas restrições da história, afirma O'Brien.

Sob as restrições do estágio quatro, os mais de cinco milhões de residentes da região metropolitana de Melbourne precisam cumprir as seguintes regras:

Um toque de recolher - das 20:00 às 05:00 - a partir desta noite. Os únicos motivos para sair de casa durante esse horário serão trabalho, assistência médica e prestação de cuidados.

Os serviços de transporte público serão reduzidos durante o horário de recolher. O exercício será limitado a no máximo uma hora por dia e a não mais de cinco quilômetros de sua casa. O tamanho de aglomeração será limitado a um máximo de duas pessoas.

As compras serão limitadas a uma pessoa por família por dia. Há uma regra de deslocamento de no máximo cinco quilômetros.

Empresas não essenciais serão forçadas a fechar suas portas durante o lockdown. Todos os alunos em todos os níveis retornarão ao aprendizado online.

As restrições no estado de Victoria deverão durar até 13 de setembro.

A Austrália teve 208 mortes pelo coronavírus e o estado de Victoria é considerado o epicentro no momento.