InternetData CenterAssinante

Itália tem mais de 125 mil casos curados de coronavírus

Números de ativos está caindo diariamente
Itália tem mais de 125 mil casos curados de coronavírus
Foto: Adriano Bússsolo
Por André Abreu Em 17/05/2020 às 14:50

A Itália tem mais de 125 mil curados desde o início do surto do coronavírus no país. 

O número de casos ativos baixou para níveis de 27 de março. São mais de 68 mil casos. Houve uma queda de mais de 1800 casos de ontem para hoje. 

Os dados foram divulgados pela Defesa Civil, ou Proteção Civil em algumas traduções no início da noite na Itália, início da tarde no Brasil.

Hoje há 762 pacientes em terapia intensiva. Os números estão bem mais baixos do que nos dias de pico da epidemia com cerca de 2000 mil pessoas em UTIs pelo país.    

O número de óbitos se aproxima de 32 mil. Os dados de recuperação na área da saúde reforçam o clima de reabertura no país, que entra em uma nova fase amanhã. 

Nesta nova fase da reabertura, para alguns tipos de atividades, como praias, bnovaares, restaurantes e cabeleireiros, por exemplo, entra em vigor a regra do espaçamento de 1 metro entre as pessoas e 2 metros em casos especiais. 

As máscaras continuarão sendo obrigatórias, mas em locais fechados, como em lojas e quando não for possível manter a distância nas ruas, deve-se usar a máscara. 

As reuniões continuam proibidas.

Parentes e amigos

Será possível encontrar, além dos parentes, também os amigos. Não há limitações quanto ao número de pessoas que podem ser encontradas ao mesmo tempo, mas a proibição de reuniões impede grupo com muitas pessoas e, em qualquer caso, a distância deve sempre ser mantida.

Segundas casas

Ir para a segunda residência, como na montanha, campo ou praia, por exemplo, está permitido, desde que a casa esteja na mesma região de residência. 

Em vez disso, existe uma proibição para ir para residências secundárias fora da região, exemplo: sair da Lombardia e ir para o Piemonte – a menos que haja razões de “necessidade e urgência”. Nesse caso, a autocertificação deve ser concluída e o motivo deve ser demonstrado.