InternetData CenterAssinante

Dois legisladores dos EUA que mantiveram contato com Trump em quarentena

Casa Branca atualiza informações sobre saúde do presidente Trump
Dois legisladores dos EUA que mantiveram contato com Trump em quarentena
Foto: afp
Por André Abreu Em 09/03/2020 às 21:20 - Atualizado há 2 meses

Dois legisladores dos Estados Unidos que mantiveram contato com o presidente Donald Trump anunciaram nesta segunda-feira que decidiram entrar em quarentena por sua exposição ao coronavírus em uma conferência conservadora realizada em fevereiro.

Matt Gaetz, que viajou com Trump na segunda-feira, e Doug Collins (segundo à esquerda na foto), que se reuniu com Trump na sexta-feira, na Geórgia, decidiram se isolar após a informação de que mantiveram contato com uma pessoa infectada pelo coronavírus durante a conferência conservadora da CPAC realizada em Washington.

Os dois legisladores não apresentam qualquer sintoma.

Gaetz voou com Trump no avião presidencial nesta segunda-feira.

"Apesar de não apresentar qualquer sintoma, fui submetido a exames hoje e espero os resultados em breve", disse Gaetz no Twitter.

Collins encontrou Trump na sexta-feira, na sede do Centro para o Controle de Enfermidades (CDC), em Atlanta, Geórgia, onde foram atualizados sobre a propagação do vírus.

"Não estou sentido qualquer sintoma, mas decidi entrar em quarentena por precaução", disse Collins.

Uma foto publicada pelo Atlanta Constitution-Journal mostra Collins apertando a mão do presidente na Base Aérea Dobbins.

O presidente Donald Trump não foi testado para o coronavírus, disse a Casa Branca na segunda-feira, apesar do contato indireto dos dois legisladores.

Autoridades da Casa Branca anunciaram na segunda-feira (09) que o presidente não havia sido testado após uma série de encontros com os parlamentares. 

"O presidente não fez os testes de COVID-19 porque não teve contato prolongado com nenhum paciente confirmado conhecido, nem apresenta sintomas", disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Stephanie Grisham. "O presidente Trump permanece com excelente saúde e seu médico continuará a monitorá-lo de perto".

Leia mais sobre: