InternetData CenterAssinante

Discursos de Trump giram em torno do desempenho da economia dos EUA

Presidente valorizou o desempenho da economia
Discursos de Trump giram em torno do desempenho da economia dos EUA
Foto: Contexto internacional
Por André Abreu Em 06/02/2020 às 19:05

Quando esteve em Davos na Suíça para o Fórum Econômico Mundial, o presidente Trump falou sobre o crescimento da economia norte-americana. 

Crescimento na bolsa de valores, redução do desemprego e geração de empregos nos EUA. Para cada um deles o presidente apresentava números. 

Foi um ensaio para o discurso do Estado da União. 

Nele Donald Trump discursou no Congresso na noite de terça-feira (04).

Ele citou o fortalecimento da economia e no poderio militar como conquistas do seu mandato.

No Congresso o auto-proclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, assistiu e aplaudiu o discurso de Trump depois de ser aplaudido por democratas e republicanos.

Os democratas vestiam branco em uma forma de protesto contra o presidente e evitavam demonstrar qualquer emoção ao discurso positivo de Trump. A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, fazia caretas enquanto o discurso era feito.  

Abaixo os destaques da Mensagem Anual ao Congresso (State of the Union) de Trump

Desde o momento em que assumi o cargo, agi rapidamente para revitalizar a economia dos Estados Unidos - cortando um número recorde de regulamentações que acabam com o emprego, aprovando cortes de impostos históricos e lutando por acordos comerciais justos e recíprocos. Nossa agenda é incansavelmente profissional, pró-família, pró-crescimento e, acima de tudo, pró-EUA. Estamos avançando com otimismo desenfreado e promovendo cidadãos de todas as raças, cores, religiões e credos.

Estou emocionado em informar hoje à noite que nossa economia é a melhor qute já foi. Nossas forças armadas estão completamente reconstruídas, com seu poder incomparável em qualquer lugar do mundo. Nossas fronteiras são seguras. Nossas famílias estão florescendo. Nossos valores são renovados. Nosso orgulho é restaurado. E por todas essas razões, digo ao povo de nosso grande país e aos membros do Congresso diante de mim: O Estado de nossa União está mais forte do que nunca!

As taxas de desemprego para afro-americanos, hispânicos-americanos e asiáticos-americanos atingiram os níveis mais baixos da história. O desemprego juvenil afro-americano atingiu o nível mais baixo de todos os tempos.

Desde a minha eleição, as bolsas de valores dos Estados Unidos subiram 70%, adicionando mais de US $ 12 trilhões à riqueza de nossa nação, superando tudo o que alguém acreditasse ser possível - isto enquanto outros países não estão indo bem. A confiança do consumidor atingiu novas e surpreendentes altas.

Ao restaurarmos a liderança dos EUA em todo o mundo, estamos novamente defendendo a liberdade em nosso hemisfério. É por isso que meu governo reverteu as políticas fracassadas do governo anterior em Cuba. Estamos apoiando as esperanças de cubanos, nicaraguenses e venezuelanos de restaurar a democracia. Os Estados Unidos lideram uma coalizão diplomática de 59 nações contra o ditador socialista da Venezuela, Nicolás Maduro.

Maduro é um governante ilegítimo, um tirano que brutaliza seu povo. Mas o domínio da tirania de Maduro será esmagado e quebrado.

Aqui esta noite está um homem que carrega consigo as esperanças, sonhos e aspirações de todos os venezuelanos. Juntando-se a nós na galeria está o verdadeiro e legítimo Presidente da Venezuela, Juan Guaidó. Sr. Presidente, por favor, leve esta mensagem de volta para sua terra natal. Todos os americanos estão unidos ao povo venezuelano em sua justa luta pela liberdade! O socialismo destrói nações. Mas lembre-se sempre, a liberdade unifica a alma.

Fotos - Contexto Internacional