InternetData CenterAssinante

Coronavírus: Banco Central da China controla circulação de notas de dinheiro

Notas estão em "quarentena" enquanto número de infectados continua subindo
Coronavírus: Banco Central da China controla circulação de notas de dinheiro
Por André Abreu Em 16/02/2020 às 00:50

O Banco Central da China disse no fim de semana que, para controlar a propagação do surto, as notas usadas estavam sendo desinfetadas e armazenadas por até 14 dias antes de serem reintroduzidas em circulação pública.

A Comissão Nacional de Saúde da China registrou um número menor de novos casos de coronavírus pelo terceiro dia consecutivo no domingo, com 2.009 novas infecções relatadas, elevando o total para 68.500 casos confirmados desde o início do surto em dezembro.

O número de mortos na China continental por COVID-19 agora é de 1.665, disseram autoridades.

Esse número não incluiu a primeira morte relatada na Europa. A França relatou a morte de um turista chinês da província de Hubei, o epicentro do surto.

As pessoas a bordo do navio Diamond Princess constituem o maior grupo infectado fora da China. O ministro da Saúde do Japão disse no domingo que mais 70 pessoas foram diagnosticadas com o coronavírus, elevando o número total de infecções a bordo para 355 casos.

Canadá, Estados Unidos e Hong Kong anunciaram que repatriarão seus nacionais, que estão em quarentena em Yokohama, no Japão, desde 3 de fevereiro.

Leia mais sobre: