InternetData CenterAssinante

Carga de navio russo causou explosão em Beirute

Navio transportava nitrato de amônio
Carga de navio russo causou explosão em Beirute
Foto: Marwan Tahtah/APA Images via ZUMA Wire/dpa
Por André Abreu Em 05/08/2020 às 08:20 - Atualizado há 5 meses

Moscou (via agência de notícias dpa) - A mídia russa informou na quarta-feira que a enorme explosão em Beirute, que matou pelo menos 100 pessoas e feriu milhares, foi causada por fertilizantes apreendidos em um navio de carga de propriedade da Rússia.

O navio, o Rhosus, chegou ao porto de Beirute há seis anos, devido ao mau estado, enquanto estava a caminho da África, com uma carga de cerca de 2.750 toneladas de fertilizante com nitrato de amônio, informou a agência de notícias libanesa LBCI, sem revelar a propriedade do navio.

A agência de notícias russa RBC informou que o navio, a caminho da cidade de Batumi na Geórgia em direção a Moçambique, era de propriedade de um nacional russo, Igor Grechushkin, nascido na região de Khabarovsk, no leste da Rússia, e residindo em Chipre.

Após o mau funcionamento, Grechushkin abandonou efetivamente o navio em Beirute, deixando de pagar adequadamente a tripulação, informou a RBC, citando membros da tripulação que haviam trabalhado no navio.

A carga perigosa teria sido descarregada em um depósito, onde permaneceu até a explosão. Um incêndio ocorreu durante o trabalho de soldagem na instalação na terça-feira, levando à explosão, informou a agência LBCI.