InternetData CenterAssinante

Austrália adota medidas de distanciamento social e fecha locais públicos

Número de casos passa de 1.300 nesta segunda
Austrália adota medidas de distanciamento social e fecha locais públicos
Foto: Foto oficial do primeiro-ministro Scott Morrison
Por André Abreu Em 23/03/2020 às 02:30

Na China e Israel, o governo pode usar telefones celulares para rastrear aqueles que violam a quarentena. Na Itália e na França, a polícia aplica multas a pessoas presas do lado de fora, violando as regras de isolamento.

Na Austrália, as autoridades estão adotando uma abordagem diferente: pedindo que as pessoas sejam rígidas com seus amigos.

O diretor médico da Austrália, Brendan Murphy, alertou na segunda-feira que os australianos que estão retornanado do exterior não se estão se colocando em quarentena pelos 14 dias, como exigem os regulamentos mais recentes do país. 

"Todo australiano que chega em nossa costa, seja de um navio de cruzeiro ou de um avião, ou qualquer outro meio de transporte, precisa quarentena rigorosamente por 14 dias agora", disse Murphy, informou o Sydney Morning Herald. "Então, se você conhece alguém que voltou do exterior e não está em quarentena, por favor, seja muito duro com eles".

Murphy também pediu aos australianos que mantivessem o distanciamento social e advertiu aqueles que não estão limitando suas interações e pediu que fiquem em casa o máximo possível. 

Os casos na Austrália aumentaram nos últimos dias, chegando a mais de 1.300 na segunda-feira de manhã.

A Austrália já proibiu a entrada de estrangeiros que não são residentes permanentes, em uma tentativa de retardar a propagação do coronavírus.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro Scott Morrison ordenou que todos os pubs, clubes, locais de culto e cinemas fossem fechados, assim como restaurantes e cafés que atendessem apenas os pedidos de comida para busca e entrega, mas sem atendimento interno.