InternetData CenterAssinante

Ventos fortes deixam rastro de destruição em Jacinto Machado

Plantação de banana foi a mais afetada
Ventos fortes deixam rastro de destruição em Jacinto Machado
Foto: Divulgação
Por Redação Em 01/07/2020 às 21:32

A quarta-feira, dia 1 de julho, foi reservada para levantar os prejuízos causados pelos fortes ventos da madrugada. Em Jacinto Machado os estragos estavam por todos os cantos do município e no centro a figueira centenária foi arrancada pela força das rajadas. Casas ficaram destelhadas, galpões danificados e a plantação de banana foi a mais afetada.

Segundo levantamentos da Defesa Civil a produção de banana contabiliza o maior prejuízo. “Agora era a hora de embalar a banana e esperar a colheita e infelizmente nosso agricultor vai ficar com um grande prejuízo”, afirma o secretário de Agricultura José Antônio Cardoso, o Zequinha.

O município possui cerca de 4.500 hectares de plantação de banana e o prejuízo só poderá ser recuperado após um ano, no mínimo. No Tigre Preto o agricultor Édio Cechinel conta que sua plantação de banana foi quase toda derrubada pela força do vento. “Vamos amargar um grande prejuízo, cerca de 80% da banana pronta para colher foi perdida”, conta.

No Morro da Pedra a casa de Rosimeri Quintino Teixeira foi deslocada com a ventania. A parte de madeira desgrudou da parte de material e caiu fora dos pilares que sustentava a residência. A família, quatro pessoas, saíram as pressas para casa de familiares. “Foi horrível sentir a casa se mexer com a gente dentro. Só deu tempo de sair”, recorda Rosimeri.

O prefeito João Batista Mezzari, o Gaiola, afirma que as fortes rajadas assolaram todas as regiões do município. “Pudemos constatar que os ventos danificaram, principalmente, as plantações de banana, o que vai gerar prejuízos ao nosso agricultor, consequentemente, ao nosso município que já vem sofrendo com a queda de arrecadação por conta da pandemia da Covid-19”.

Colaboração: Assessora de Comunicação - Prefeitura de Jacinto Machado