InternetData CenterAssinante

Thor Ragnarok: a evolução do deus do trovão nas telonas

Thor Ragnarok: a evolução do deus do trovão nas telonas
Por Redação Engeplus Em 08/11/2017 às 18:04
Especial - Felipe Rodrigues

Thor é um personagem muito interessante e cativante, mas que ainda não tinha ganhado seu merecido destaque. Verdade seja dita, seus filmes anteriores não são ruins mas também não chamam muito a atenção. Foram roteiros sérios e sem rumo, que fizeram o protagonista amadurecer e depois voltar ao inicio como se nada tivesse ocorrido.

Com Thor Ragnarok, o deus finalmente ganhou um filme a sua altura, com um roteiro bem atípico e muito divertido. O filme serviu não apenas para somar ao universo cinematográfico da Marvel como um dos gatilhos para Guerra Infinita - filme muito esperado pelos fãs -, mas também foi pensado para trazer mais fãs da franquia.

O que mais chamou a atenção do público e crítica foi a mudança na fórmula da história do nórdico. Os dois primeiros filmes deste personagem se mostraram um tanto fracos: o primeiro apresentou Thor e já o juntou com Vingadores; o segundo apresentou uma das Jóias do Infinito, item que será muito importante nos próximos filmes.

Boa parte da atuação do filme foi improvisada. É possível perceber a empolgação dos atores, fazendo piada de quase tudo e trazendo diálogos e cenas de ação inusitadas. Cheio de referências aos quadrinhos tanto de Thor Ragnarok como de Planeta Hulk (história muito aclamada dos fãs de Golias Esmeralda).

Não pense. no entanto, que o filme foi feito apenas para os fãs de longa data e leitores de quadrinhos. Qualquer um pode assistir e se divertir. Logo no início temos um breve resumo dos filmes anteriores, feito pelo próprio protagonista.

O que antes foi falho, agora está devidamente acertado, seja na evolução do protagonista se preparando para um reinado, ou na história de Loki. O filme trouxe, ainda, novos personagens muito cativantes, seja Valquíria com bastante tempo de tela ou até mesmo Korg, um ser com uma aparência intimidadora porém hilário, sempre fazendo comentários óbvios e muito engraçados.

'

O deus evolui muito nesse longa. Thor Ragnarok tem um final intrigante, que abriu várias pontas para os futuros filmes, para o destino do povo de Asgard, ou até mesmo para a própria Guerra Infinita.