InternetData CenterAssinante

PT e PSDB definem chapas

Os dois partidos dão mostras de que tentarão bipolarizar a campanha
PT e PSDB definem chapas
Por João Paulo Messer Em 13/09/2020 às 14:46

Se em âmbito nacional as duas siglas já têm muito mais em comum do que havia, em Criciúma PSDB e PT parecem dispostos a “mirar” um ao outro como alvo preferencial na corrida eleitoral à prefeitura. Isso pode ajudar principalmente o PT.

Francisco Baltazar, o Chico, foi confirmado candidato a prefeito na convenção da manhã deste domingo. O seu vice será o também petista Júlio César Bittencourt. A convenção confirmou ainda 15 nomes candidatos a vereador, entre eles a professor Bárbara Teixeira. O ex-prefeito Décio Góes participou da convenção virtual, mas não disputará nenhum cargo, como chegou a ser cogitado inicialmente.

Participaram da convenção virtual os deputados Paulo Pimenta, do Rio Grande do Sul; a deputada estadual Luciane Carminatti, o deputado federal Pedro Uczai e o presidente estadual do partido o ex-deputado Décio Lima.

Não é de hoje que Chico Baltazar elegeu o seu adversário: o prefeito Clésio Salvaro. Numa das manifestações chegou a dizer-se à disposição do GAECO para qualquer esclarecimento onde ele acha há irregularidades em processos administrativos do atual prefeito. De outro lado Clésio Salvaro sabe que a sua rejeição está no ambiente do eleitorado petista.

Esta flagrante estratégia de ambos é fácil ser observada. O que resta é a dúvida sobre o quanto esta guerra em particular vai atrair de votos de e outro em detrimento dos demais. Com um discurso anti-PT Salvaro imagina atrair inclusive eleitores bolsonaristas, fato que pode interferir no eleitorado da candidata Júlia Zanatta (PL), que é oficialmente apoiada pela família do presidente.

PSDB – O partido tucano realizou a sua convenção neste sábado.

PSD – Atual vice-prefeito Ricardo Fabris foi confirmado mais uma vez vice na chapa com Clésio Salvaro.

PSL – O PSL fez convenção no sábado pela manhã e confirmou o nome do médico Álison Pires candidato a prefeito. A vaga de vice está em aberto. Chama atenção na convenção peesselista a confirmação do nome do vereador Júlio Kaminski na disputa por uma vaga à Câmara de Vereadores. Ele rompeu com o partido, quando foi deposto da presidência. Outro fato relevante é que o advogado Jeferson Monteiro será candidato a vereador, fato que não era considerado até netão.

PL - O PL que vai referendar o nome da bolsonarista Júlia Zanatta candidata à prefeita fará sua convenção na noite desta terça-feira às 19h. A vaga de vice deve sair da convenção do PODEMOS, que possibilidade de ter candidato a prefeito segue sendo analisada. Se tiver chapa pura o PODEMOS escalará o coronel Cosme Manique Barreto com César Faraco de vice. Se for para indicar o vice de Júlia Zanatta, este nome deve ser de Lucas Dalló.

MDB – O nome do médico Anibal Dário será homologado candidato a prefeito pelo MDB durante convenção que vai ocorrer na noite desta terça-feira, às 20h, na sede do partido no bairro Michel. A vice-prefeita da chapa será a professora Lisiane Tuon (DEM), cuja homologação ocorrerá nesta terça-feira.

PDT – O deputado Rodrigo Minotto decide nesta segunda-feira se vai ou não ser candidato a prefeito em Criciúma. Ele contava certa a aliança com o PSL. Isso aconteceria com uma intervenção estadual feita pelo deputado federal Fábio Schichet, presidente estadual do PSL, o que não aconteceu.

A eleição de Criciúma terá de cinco a sete candidatos a prefeito. Acredito que fiquemos em cinco.