InternetData CenterAssinante

PSL e PL podem fazer coligação em Criciúma

Governador e senador fazem acordo que envolve processo de impeachment
Por João Paulo Messer Em 16/09/2020 às 22:13

Uma verdadeira bomba estourou no processo político de Criciúma na noite desta quarta-feira, dia 16. Último dia para realização da convenção partidária tem um fato novo, pois o senador Jorginho Mello solicitou ao PL de Criciúma que componha aliança com o PSL. A sugestão inicial é de que Julia Zanatta seja candidata a prefeita com um vice do PSL, que pode ser o até então candidato a vereador Julio Kaminski. 

O acordo não caiu bem nas bases. O fato causou revolta geral no PSL e agora a noite, Ricardo Beloli (PSL) declarou que se esta solicitação for mantida, amanhã (dia 17) haverá uma debandada dos candidatos a vereador pelo partido. Beloli é o principal organizador do grupo de vereadores.

Eu não tive contato com Julia Zanatta ou Kaminski, porém confirmei a informação com Ricardo Beloli, liderança local do PSL. A operação em Criciúma é resultado de um acordo que o senador Jorginho Mello estaria fazendo com o governador Carlos Moisés. 

Moisés teria a seu favor os três votos do PL na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, durante a votação do processo de impeachment. Enquanto garantiria o PSL apoiando as candidaturas do PL em todos aqueles municípios catarineses que o senador Jorginho Mello desejar. Este é um capítulo que vai render muito nas próximas horas.