InternetData CenterAssinante

Foram à missa, mas não vão à festa

Oposição ao prefeito Clésio Salvaro não irão à festa dos 140 anos
Foram à missa, mas não vão à festa
Por João Paulo Messer Em 06/01/2020 às 15:53

Os quatro vereadores considerados oposição ao prefeito Clésio Salvaro na Câmara de Vereadores foram à missa dos 140 anos hoje pela manhã, mas não devem comparecer à solenidade festiva que ocorre à noite no Parque Municipal Altair Guidi. A justificativa é que “consideram a obra inacabada”. Este deve ser o discurso de Júlio Kaminski, Zairo Casagrande, Édson Luiz do Nascimento e Ademir Honorato. Os quatro, entretanto, estiveram juntos hoje pela manhã na missa rezada pelo bispo Dom Jacinto Inácio Flach, na catedral.

A verdade é que se os vereadores forem a festa devem sentir-se “peixe fora d´água” pois sabidamente eles não terão o mesmo tratamento de vereadores aliados por razões muito lógicas. Neste caso a reciprocidade de tratamento pesa metade lá, metade cá. Não tem como imputar mais peso de culpa aos vereadores ou ao prefeito. A questão é meramente política.

Na missa, hoje pela manhã, além dos quatro vereadores estavam apenas mais os dois presidentes: Miri Dagostin que está deixando o cargo e Tita Beloli que deve ser eleito amanhã.