InternetData CenterAssinante

Criciúma tem seis pré-candidatos a prefeito

Partido comandado por Paulinho Bornhausen escala Cosme Manique Barreto
Criciúma tem seis pré-candidatos a prefeito
Por João Paulo Messer Em 13/08/2020 às 13:00

O último movimento político em Criciúma vem do partido PODEMOS, cuja figura mais conhecida no país é o senador paranaense Álvaro Dias e tem na presidência nacional a deputada federal por São Paulo, Renata Abreu. Em Santa Catarina a principal liderança é o ex-deputado Paulinho Bornhausen, presidente de honra. A sigla que vinha trabalhando com o nome do jovem, Lucas Dalló anunciou em âmbito local que o nome é do coronel PM da reserva Cosme Manique Barreto. Agora são seis pré-candidatos em Criciúma: Állison Pires (PSL), Aníbal Dário (MDB), Clésio Salvaro (PSDB), Chico Baltazar (PT), Cosme Manique Barreto (PODEMOS) e Júlia Zanatta (PL).   

O PODEMOS está mudando mais do que o seu pré-candidato, embora Barreto já figurava nesta condição. Deve alterar a composição de Executiva e o atual presidente Gelson Dagostin deve passar para outra função enquanto Paulinho Vargas deva ser conduzido à presidência. Lucas Dalló, que foi estratégico na campanha de eleição do deputado federal Daniel Freitas (PSL) sai da condição de pré-candidato a prefeito e passa a ser coordenador regional sul do partido.

A candidatura de Barreto tem o aval do senador Álvaro Dias desde uma conversa que ambos tiveram em Blumenau no ano passado. O mesmo ocorre com a presidente nacional deputada federal Renata Abreu.

Uma das marcas da campanha deve mesmos ser a expressão: “quem comanda um batalhão comanda uma cidade”. O apelo militar remete à simpatia revelada por maioria dos brasileiros aos membros destas corporações.

Fica evidente quando se trata da candidatura de Barreto, que ela vem com a pretensão de atrair um estilo de voto dos bolsonaristas, pois muitas pautas se assemelham.

No Estado o PODEMOS, que é presidido por Valdemar Bornhausen, a convite do primeiro Paulinho, tem hoje 120 diretorias provisórias e tem projeção de 59 pré-candidatos a prefeito e pelo menos 20 a vice-prefeito. Valdemar invoca a marca de partido que mais cresceu neste último ano, sendo que com a janela ganhou três prefeitos e três vice-prefeitos passou de dois para 44 vereadores. As duas cidades com as melhores perspectivas são Balneário Camboriú com campanha de reeleição de Fabrício de Oliveira e Blumenau onde Mário Hildebrandt também disputa a reeleição. Na capital a sigla deve estar com Gean Loureiro (DEM).