InternetData CenterAssinante

Caso das salas de Salvaro chega ao fim

Advogados do prefeito garantem que o desfecho não afeta a sua elegibilidade
Por João Paulo Messer Em 09/09/2020 às 18:13

Um antigo episódio, batizado como "O caso das salas" em que o então deputado estadual Clésio Salvaro foi acusado de pagar aluguel para si próprio, fato denunciado por um ex- assessor, voltou a render nas últimas horas. O assunto foi levantado durante a reunião virtual do PT, na noite desta terça-feira (9), quando alguém mais ligado nas publicações oficiais encontrou o despacho do Superior Tribunal de Justiça que confirmou condenação de segundo grau. Hoje ainda na primeira hora advogados ligados ao atual prefeito de Criciúma reagiram chamando atenção para o fato de que a ação popular foi por irregularidade administrativa com a condenação de devoluçlão dos valores recebidos na época. Como a condenação não faz referência à improbidade o fato não atinge o prefeito que é candidato à reeleição. Alega a defesa: "Não há problemas, pois não tem nas condenações a suspensão dos direitos políticos do art.1º, inciso I, alinea 'l' da LC 64/90".

Mesmo assim ao longo do dia o assunto seguiu rendendo debates nas redes sociais. Isso signfiica que durante a campanha eleitoral e até em eventos como debates e programas eleitorais o assunto deve retorar.

O caso das salas rendeu uma demorada batalha jurídica enfrentada pelo então deputado até os tempos da sua eleição a prefeito, mas em nenhum momento trouxe qualquer impedimento na carreira do político.