InternetData CenterAssinante

Os bastidores da política nesta segunda-feira

Décio Góes pode ser candidato a governador pelo PT em Criciúma
Os bastidores da política nesta segunda-feira
Foto: SECOM/Gov SC
Por João Paulo Messer Em 15/07/2019 às 22:14

Nas entrelinhas

Nesta segunda-feira, durante visita dos ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Abraham Weintraub (Educação), foram entregues 116 veículos para o transporte escolar. Na região da Amrec: Orleans, Treviso e Siderópolis. Na região da Amesc: Balneário Arroio do Silva, Jacinto Machado, Passo de Torres e São João do Sul. No cerimonial o espaço (1) de autoridade ficou com o governador Carlos Moisés da Silva. Foi dele, e do ministro da Educação, o discurso mais “desconexo” com o momento. Weintraub se dizia maravilhado com o que o futuro lhe reservou, enquanto o colega Onix revelava ligeiro desconforto com o pobre discurso. Já o governador resolver alfinetar críticas e teve que ouvir que as entregas desta e da semana passada eram fruto de emendas parlamentares antigas. O deputado Rogério Peninha (MDB), coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense foi quem deu o “tapa de luva de pelica” no governador. Estes palanques não são adequados para certas expressões.

Vale

O presidente Jair Bolsonaro não veio à Santa Catarina nesta segunda-feira, como chegou a ser previsto, porque fez a extração de um dente, sexta-feira passada. Há quem tenha achado um exagero um evento daquela magnitude para entregar uma centena de ônibus liberados como consequência do mandato passado. Se esperava este estafe para algo bem maior. Mas é bom lembrar que já tivemos presidentes da república vindo inaugurar a iluminação do viaduto da Quarta Linha na BR-101.

Frustrou

Agradecido pelo apoio que o Governo Federal teve dos deputados catarinenses o ministro Onix Lorenzoni estufou o peito para dizer dos pleitos a serem atendidos no Estado. Ouviu do deputado federal Rogério Peninha, que falou em nome dos deputados a lista destas prioridades. Nada do Sul.

Números do horror

Tem prefeito que está pedindo para que os técnicos do departamento chamado Movimento Econômico refaçam os cálculos. Não querem acreditar do quando a arrecadação dos municípios vem caindo. E o sul segue a velocidade média dos últimos anos.

Quase foi

Enquanto a mídia nacional discorre sobre o que teria sido um plano de palestras montadas pelo procurador Deltan Dallagnol, surfando na onda da Operação Lava Jato, vale uma nota aqui da coluna. A esposa do juiz Sérgio Moro, a advogada Rosangela Wolff Moro chegou a negociar palestra em Criciúma ou Tubarão quando o marido ainda era juiz em Curitiba. O agente contratar é o mesmo que trouxe as maiores palestras para o Estado.

Revirando o cemitério

O governo municipal de Criciúma, que já tem em andamento licitação para contratação de uma nova empresa para administrar os quatro principais cemitérios de Criciúma (São Luiz, Sangão, Rio Maina e Brasília), está mexendo também nos editais das funerárias e da Central Funerária. Este tipo de assunto costuma reviver fantasmas.

Cadê o novo?

Em Criciúma o prefeito Clésio Salvaro vai à sua quinta eleição em 2020 (2004 perdeu, 2008 elegeu-se, 2012 se reelegeu, mas não assumiu e elegeu-se de novo em 2016), portanto nada de novo. O MDB perdeu suas referências como Ronaldo Benedet e vive até a ameaça de Eduardo Moreira de deixar o partido. O PT parece disposto a recomeçar formando base na Câmara de Vereadores. O PP perdeu Márcio Búrigo e nem os progressistas consegue contato sistemático com Jorge Boeira. O PSL de Daniel Freitas não é o mesmo de outras forças do mesmo partido. Você pode aumentar esta relação: interaja.

Repercussão

Não pegam bem sucessivas cenas postadas pelo governador Carlos Moisés, que usa a Casa da Gastronômica para cozinhar e tomar vinho com amigos ou jornalistas, enquanto eventos como a abertura da Festa da Gastronomia de Nova Veneza sequer passaram como possibilidade de agenda da autoridade.   

Recomeçando

A última pesquisa feita pelo PSDB de Criciúma, para consumo interno, teria colocado como candidata do PT à prefeita a professora Giane Rabello. O prefeito Clésio Salvaro ouviu pessoalmente de Décio Góes, no hall de acesso da prefeitura, quarta-feira da semana passada no final da tarde, que ele será candidato a vereador. O nome dele seria uma alternativa para “puxar” votos e formar uma legenda forte na Câmara de Criciúma. O PT recomeçando. O PT Criciúma tem reunião nesta quarta-feira.