InternetData CenterAssinante

'Empate técnico' na convenção do PP

As entrelinhas da vida progressista em Criciúma
'Empate técnico' na convenção do PP
Por João Paulo Messer Em 15/08/2019 às 09:26

PP, Partido Partido?

Deu empate “técnico” na disputa entre os que querem chapa pura e os simpatizantes do prefeito da cidade carbonífera Clésio Salvaro dentro do Partido Progressista. Esta pode ser a conclusão do resultado da convenção do Partido Progressista de Criciúma, que foi realizada na noite dessa quarta-feira, dia 14. Paulo Conti ganhou de Miguel Pierini na disputa da presidência por 18 a 17. Vitória sem sorrisos largos nos rostos desconfiados dos progressistas. A divisão do PP tende a se agravar quando novos momentos decisivos ocorrerem. Para muitos, isto tem muito a ver com a força com que o atual prefeito trabalhou nos bastidores. Particularmente me parece que esta é uma imagem desfocada, mas desfocada porque o próprio PP vem permitindo isso.

Nó lá, nó cá

O grupo progressista que se julga “da gema”, e quer chapa pura, esperava ganhar com folga, pois o Diretório foi montado por este grupo. Quer dizer, tem muita gente tida como aliada aos que pensam como o ex-presidente Itamar da Silva e Gilson Pinheiro, que na “hora H” votou como pensam aqueles como Miri Dagostin e Valmir Comin, de que o melhor caminho do partido é construir aliança com o PSDB.

Posição de Boeira

O ex-deputado Valmir Comin tentou adiar a escolha do presidente, com o argumento de que o partido deveria escutar antes o posicionamento de Jorge Boeira, sobre candidatura ou não. A proposta foi rejeitada. Boeira não foi à convenção, provavelmente para evitar duas coisas: constranger alguém ou ser embretado para que assumisse a presidência do partido. E isso estava “armado”. A nova direção do PP, agora, vai procurar Boeira que tem participado de todos os eventos da sigla.