InternetData CenterAssinante

Pequenas Casas Sustentáveis - IKEA Home

Uma tendência emergente de 18m2
Pequenas Casas Sustentáveis - IKEA Home
Foto: https://www.dwell.com
Por João Rieth Em 20/01/2021 às 11:31

Como Arquiteto e Designer, estou sempre observando o comportamento das pessoas para pensar e repensar novos produtos e espaços, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da coletividade.  Nesta época de pandemia, que em breve completará um ano e ainda deverá durar mais alguns meses,  o isolamento social impôs um afastamento temporário o que comprometeu muitas atividades, incluindo o lazer. Ninguém poderia imaginar que poderia durar tanto tempo, e isto promoveu a ocupação mais duradoura daqueles espaços de uso temporário como as casas de praia ou serra, sítios e chácaras. Outras opções, menos convencionais, também emergiram como as casas container, os motorhomes e trailers: pequenos espaços confortáveis, fora dos centros urbanos, que permitam a permanência alternativa prolongada, preferencialmente junto à natureza.  A tendência deste comportamento se comprova quando uma empresa gigante do ramo mobiliário, “faça você mesmo”, e também fabricante de complementos de uso doméstico,  a sueca IKEA, sediada na Holanda e que em breve poderá estar no Brasil, lança a casa sobre reboque, de 18m2, denominada Tiny Home Sustentável. (Casa Minúscula Sustentável)

A IKEA não é estranha ao design inteligente para espaços pequenos, e recentemente assumiu um desafio de vida diferente de qualquer outro que enfrentou com o Projeto IKEA Tiny Home, um exercício de design,  "casa fora da rede e sobre rodas". Guiada pela estratégia de sustentabilidade People & Planet Positive da empresa, o Tiny Home Project prioriza o design de baixo impacto ambiental.  A IKEA escolheu o escritório Vox Creative para a parceria, que concebeu uma construção personalizada, equipada com painéis solares, banheiro de compostagem e um aquecedor de água . Instalada em um trailer que pode ser facilmente conectado a um veículo, a pequena casa IKEA é revestida com revestimento externo tipo shou sugi ban (é um método tradicional japonês de preservação de madeira que significa aquecer com fogo) e equipada com janelas de termopano de baixa emissividade.

"Foi um emparelhamento natural", disse o fundador da construtora ESCAPE, Dan Dobrowolski, que concluiu a construção em menos de 60 dias. "Apresentamos muitos produtos IKEA em nossos vários designs de residências minúsculas em todo o país, pois eles refletem os materiais renováveis, reutilizáveis ​​e reciclados que incorporamos às estruturas reais". O telhado de metal da pequena casa é coberto com painéis solares que alimentam todas as luminárias de 12 volts, desde as lâmpadas LED de baixo consumo de energia até a geladeira solar.

Abbey Stark, líder sênior de design de interiores da IKEA, transformou o interior em uma vitrine dos produtos sustentáveis, multifuncionais e com baixo consumo de energia da IKEA. "Comecei listando todas as necessidades do espaço", disse Stark . O interior é forrado com pinho cultivado de forma sustentável, pintado de branco para ajudar a sentir a casa mais espaçosa.  “Eu queria criar um espaço que tivesse suas raízes no design escandinavo com uma paleta de cores neutras de branco e preto e muitas madeiras claras”.

A cozinha possui um cooktop de indução portátil, que pode ser facilmente guardado quando não estiver em uso. A bancada de madeira maciça e folheada é feita com a árvore inteira - incluindo os galhos, para o mínimo de desperdício. O banheiro, que fica ao lado da cozinha, está equipado com um toalheiro feito com materiais 100% renováveis, uma torneira de baixo fluxo e um armário pendurado feito com crochê por artesãos no Vietnã, em condições de comércio justo. O box amplo com chuveiro termostático economiza a água.

O processo de concepção e construção do Projeto Tiny House começou no final de 2019 e foi concluído em abril de 2020. A IKEA pretendia inicialmente levar a pequena casa em uma excursão nacional pelos EUA, mas os planos foram cancelados devido à pandemia. Em vez disso, a Vox Creative ajudou a transformar o projeto em uma campanha totalmente digital com um tour virtual da pequena casa. “Pensar multifuncional no espaço é essencial”, continua Stark, que colocou uma mesa no centro da casa, onde funciona como espaço de trabalho e mesa de jantar.

Leia mais sobre: