Ambiente

Saúde

Pilates terapêutico possibilita reabilitação e prevenção de patologias

Exercícios promovem a recuperação ou prevenção da saúde físico-funcional do paciente

05
ABR
2018
| 22h20
22h20
Redação
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Divulgação

O pilates ficou famoso nos últimos anos por conta da adesão cada vez maior de praticantes de exercícios físicos, já que, assim como os treinos em academias, ele também pode ser um aliado na busca pelo emagrecimento e/ou fortalecimento muscular. Esse é o pilates fitness. No entanto, você sabia que existe uma modalidade na qual ele é utilizado para a reabilitação e prevenção de doenças? Trata-se do pilates terapêutico.

Quem explica é a fisioterapeuta Adaiana Bravo, da Clínica Levittá – ITC Vertebral, de Criciúma. “Ele é destinado a pacientes que apresentam alguma patologia, como hérnia de disco, dores lombares, nervo ciático, escoliose, desvios posturais, mas também pode ser feito por pessoas que desejam prevenir patologias que podem ser adquiridas ao longo dos anos”, destaca.

Inclusive, o pilates terapêutico pode ser praticado por gestantes e pacientes diagnosticados com doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson. “Realizamos um programa de exercícios que podem ser aplicados em aparelhos específicos ou em solo. Eles promovem a recuperação ou prevenção da saúde físico-funcional do paciente, ou seja, trabalhamos a reeducação dos movimentos corporais dele”, pontua Adaiana.

Para poder fazer os exercícios, cada pessoa é avaliada previamente, de forma individual. O objetivo é diagnosticar a real necessidade dela e elaborar o melhor programa. Para isso, são avaliadas a postura, flexibilidade, força muscular, sensibilidade e equilíbrio. Um dos diferenciais da Levittá – ITC Vertebral é que, além desta avaliação dentro da clínica, caso haja carência e o paciente deseje, também pode ser realizada uma visita na casa dele ou no ambiente de trabalho.

“Às vezes, a postura em casa ou no trabalho pode estar incorreta. Até mesmo a cama, o travesseiro, a mesa e a cadeira no escritório ou as atividades domésticas podem prejudicar a postura, então são coisas desse tipo que vamos avaliar na visita externa. Assim, passamos orientações mais específicas e aplicamos a correção postural”, afirma a profissional de saúde.

 

Contraindicações

Existem poucas contraindicações ao pilates terapêutico. De acordo com a fisioterapeuta, as mais relevantes são: pacientes com restrições médicas, inseguros, com lesões expostas ou com dores e/ou lesões mais específicas, o que exige uma análise mais criteriosa antes de liberá-lo para o tratamento.

 

Sessões e programas

Cada profissional fisioterapeuta da Clínica Levittá – ITC Vertebral trabalha com, no máximo, dois pacientes por sessão de pilates terapêutico, a qual tem duração de 50 minutos à uma hora. O trabalho em grupo não é permitido para poder direcionar melhor o tratamento. Durante as sessões também é trabalhada a respiração individual e é aplicada a técnica de musicoterapia para promover a qualidade do ambiente e dos exercícios.

 

 

Colaboração: Vanessa Amando | Partner NBCom

 

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
VÍDEO: Baixa Terapia comemora sucesso de vendas e anuncia sessão extraEmoção marca evento da Casa GuidoEstudantes do IFSC Criciúma se preparam para competição no CanadáEleições para a Câmara Mirim iniciam a todo vaporShow do Imóvel traz dicas de acabamentos no quadro Arquitetura & NegóciosO que faz uma personal organizer e como ela pode me ajudar?