navegue nos blocos da capa

Ambiente

Debate

Lauro Müller discute possível transformação do Ecomuseu em Parque Municipal

25
AGO
2017
| 14h53
14h53
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições

Representantes dos mais diversos setores da sociedade civil organizada de Lauro Müller se reuniram na noite dessa quinta-feira para dar início às discussões sobre uma possível transformação da área do Ecomuseu Serra do Rio do Rastro em Parque Municipal. Este foi o primeiro encontro em que a ideia foi apresentada abertamente à comunidade.

Trata-se de uma proposta do Ministério do Meio Ambiente, que paralelamente a este debate, assumiu o compromisso de enviar nos próximos dias projeto de lei que exclui as terras de Lauro Müller do Parque de São Joaquim.

“Primeiro vamos discutir a ideia de forma aberta, inclusive com uma audiência pública. Posteriormente a proposta irá para Câmara de Vereadores. Isso foi o que assumi com o ministro e será cumprido”, disse o prefeito Valdir Fontanella, acrescentando que a decisão final será do povo de Lauro Müller.

O presidente do Conselho do Ecomuseu, Claúdio Lottin, explica que conforme lei vigente de 2016, parte do Ecomuseu faz parte do Parque Municipal de São Joaquim. “Estamos à espera de que o ministro cumpra o acordo que temos e encaminhe este projeto de lei. O próximo passo agora é trazer técnicos, tanto da área jurídica, como da área ambiental, para possibilitar um debate mais amplo a respeito do assunto”, registrou Lottin.

O membro do conselho Paulo César Freiberger reforçou que a alegação do Ministério do Meio Ambiente, de que a intenção é preservar o local, não faz muito sentido, pois o local já está sendo preservado pelo município de Lauro Müller. “Toda área do Ecomuseu é coberta por vegetação nativa. Não há motivos para se criar uma nova lei. Temos duas leis inclusive que protegem aquela área: uma de 2008, quando foi criado o Plano Diretor delimitando aquela área como sendo de preservação permanente, e a outra de 2013, que é a Lei que cria o Ecomuseu”, detalhou. 

Entenda o caso

O parque que engloba parte dos municípios de Bom Jardim da Serra, Grão Pará, Lauro Müller, Orleans e Urubici foi criado em decreto de 1961, mas o texto não definia exatamente as coordenadas da unidade, o que seria resolvido em uma lei de 2016. Porém, a bancada catarinense no Congresso alega que o traçado incluiu terras produtivas e afetou o potencial econômico da região.

Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Criciúma integrada às ações do Dia Mundial dos PobresSétima Festa do Polvilho e Banana termina neste domingoDespedida para 1,5 mil apaixonados no HHUm tímido empate do Tigre e festa cearenseRui Barbosa fatura a Série B e sobe na LARMNo Majestoso, Ceará sobe antes mesmo de jogar