navegue nos blocos da capa

Ambiente

Criciúma

Famcri faz plantio e distribui mais de 5 mil mudas

Plantas cultivadas no Horto Florestal são distribuídas gratuitamente

15
ABR
2017
| 11h12
11h12
Redação Engeplus
Jornalista | Portal Engeplus
Escreva para a redação referente a esta matéria
Enviar mensagem

Este contato será envido de modo restrito para o jornalista.
Contribua com a matéria
Dúvidas, sugestões ou contribuições
Jhulian Pereira

Arborizar a cidade traz benefícios ao meio ambiente e aos moradores. Cultivar plantas resulta em conforto ambiental, melhora a qualidade do ar, reduz a poluição e contribui para a conservação do ambiente ecologicamente equilibrado. Sabendo da importância do plantio de árvores, a Prefeitura de Criciúma, por meio da Fundação do Meio Ambiente (Famcri), já plantou e distribuiu mais de cinco mil mudas em 2017. As espécies mais procuradas pela comunidade são as nativas frutíferas.

“As mudas são plantadas por todas as regiões da cidade, em escolas e unidades de saúde. Além do plantio, também distribuímos para os moradores de forma gratuita. Mudas de Inga Feijão, Araçá e Palmito estão entre as mais requisitadas pelas pessoas. Também distribuímos mudas em eventos da Prefeitura”, relata o diretor de Educação Ambiental, Unidades de Conservação e Arborização da Famcri, Christophe Maximiano de Lima. Somente no Dia Mundial da Água, celebrado em 22 de março, mais de 1,2 mil mudas foram entregues à comunidade.

Todas as mudas distribuídas são cultivadas por 13 funcionários da Famcri no Horto Florestal Antônio José Guglielmi, no bairro Jardim União. “No ano passado, as mudas eram compradas. Neste ano, é a gente que está fazendo o plantio através de sementes e reprodução. Os moradores também contribuem com a doação de plantas. Manteremos este processo enquanto conseguirmos atender a demanda”, ressalta Lima. O cultivo de flores para o plantio em canteiros, logradouros, escolas e praças públicas também é realizado.

De acordo com a presidente da Famcri, Anequésselen Bitencourt Fortunato, é importante que os moradores façam o plantio correto das mudas para não resultar em prejuízos, principalmente no meio urbano.

“É sempre fundamental realizar um bom planejamento antes da plantação. A população precisa verificar se a espécie é de pequeno porte, no caso de ter rede elétrica próxima, evitar árvores com raízes profundas para não danificar a rede de água, esgoto e os passeios públicos. A Famcri possui profissionais qualificados para realizar esse trabalho, e os moradores podem solicitar o acompanhamento ou pedir orientações”, explica a presidente.

Colaboração: Émerson Justo/Decom

Leia mais sobre:
Fala Leitor
Se você possui uma sugestão de pauta, artigo ou um fato que deseja noticiar, entre em contato conosco pelo Fala Leitor.
imagens recentes no Portal
Os desafios e necessidades para o futuro do Rio MainaFestival de Ofertas Forauto terá food trucks e exposição de carros antigosÚltimos filmes de Piratas do Caribe perdem o fôlego, mas não estragam a franquiaA chance de Márcio Búrigo deixar o PPFestival de Corais mostra talentos na primeira noiteVozes do Show de Talentos cantam e encantam na primeira seletiva